terça-feira, 17 de novembro de 2009

INOCÊNCIA DE CRIANÇA


Há dois anos atrás, pouco antes do Natal, minha irmã, meu cunhado e meu sobrinho vieram me visitar. Na época o Matheus tinha 3 anos e se encantou com o elevador do prédio e a escada rolante no shopping. Se divertiu muito num parque infantil com brinquedos infláveis, subiu e desceu dezenas de vezes, mas não cansava, parecia que isso só recarregava a energia dele.
No Natal seguinte, já com 4 anos, ele não veio me visitar, mas ele pediu à mãe dele que o ajudasse a escrever uma carta para o Papai Noel. Ele ditava e minha irmã escrevia. Na carta ele pediu que o Papai Noel trouxesse um presente para cada pessoa da família. Para mim pediu que ele me desse uma árvore de Natal porque na minha casa não tinha. Fiquei surpresa por ele lembrar que na minha casa não havia árvore de Natal.
Neste ano resolvi que iria enfeitar uma árvore de Natal, pois ele deve vir me visitar novamente. Comprei enfeites, luzes coloridas, o pinheirinho e lá fui eu enfeitar. No dia seguinte liguei pra ele e contei que o Papai Noel tinha deixado a árvore de presente e ele ficou encantado. Saiu perguntando a todos se eles também tinham ganho o presente pedido por ele.
Ontem ao falar com ele através de vídeo, ele pediu para eu mostrar a árvore e foi possível ver o brilho nos olhinhos dele... inocência de criança... tão bom...

2 comentários:

Ana disse...

Driêêêê, consegui.
Agora posso comentar por aqui. Fiz uma conta Google.
Que delícia essa história do seu sobrinho. Adorei!!!
Beijos gata dos olhos azuis!!!!

Carol disse...

Drizinha! Que lindo seu sobrinho! Muito fofo!